Judoca Jorge Fonseca vence prémio Ética no Desporto. Ofereceu medalha de ouro a criança

Judoca ofereceu medalha de ouro do campeonato europeu de clubes a Teresa Sousa, judoca de 13 anos e admiradora do campeão mundial.

,Judo
Foto
Judoca foi distinguido com prémio Reuters/ISSEI KATO

O judoca português Jorge Fonseca, campeão do mundo da categoria -100kg, vai ser galardoado com o prémio Ética no Desporto de 2019, uma distinção atribuída pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

“Entre outros momentos, Jorge Fonseca protagonizou um emblemático gesto de partilha para com uma jovem fã [...]. Não indiferente à história de vida de Teresa Santos, o campeão mundial ofereceu-lhe a sua medalha de ouro”, justifica o IPDJ.

Teresa está institucionalizada num centro de acolhimento temporário infantil, sendo que a atleta de 13 anos do Judo Clube da Marinha Grande, aluna na Escola Guilherme Stephens, despertou para a modalidade no Desporto Escolar.

O galardão será entregue a Jorge Fonseca, campeão do mundo na categoria de -100 kg, na quarta-feira, na 24.ª Gala da Confederação do Desporto de Portugal.

É um exemplo no modo como vive e encara o desporto, assente em valores como a superação, o sacrifício e a entrega”, acrescenta o IPDJ, referindo-se ao atleta que nasceu em São Tomé e Príncipe e veio para Portugal aos 11 anos.

Jorge Fonseca é o primeiro português a conquistar o título de campeão mundial de judo, objectivo alcançado logo após um período difícil da sua vida, tendo recuperado de um cancro.

O prémio do Plano Nacional de Ética no Desporto tem como objectivo distinguir anualmente personalidades ou entidades de âmbito desportivo que promovem a ética e os valores do desporto e demonstrem “uma reiterada conduta e defesa de valores éticos, e da promoção de um desporto mais humano”.

Em 2016, o prémio foi entregue ao motociclista Paulo Gonçalves, recentemente falecido no Dakar, em 2017 ao maratonista paralímpico Jorge Pina e em 2018 ao futebolista Tarantini.

Este prémio teve como júri o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, o Presidente do Instituto Português do Desporto e Juventude, Vítor Pataco, e o Provedor da Ética no Desporto, Manuel Sérgio.