Ministério das Finanças admite “documento de trabalho” sobre injecção no Novo Banco

Ministério liderado por Mário Centeno referiu ao PÚBLICO que não comenta o documento de trabalho que prevê injecção de 1,4 mil milhões no Novo Banco. Mas não o nega. E reafirma compromisso assumido no OE 2020.

,Novo Banco
Foto
Mário Centeno reconhece ter em cima da mesa um estudo sobre a recapitalização do Novo Banco FRANCISCO ROMAO PEREIRA

Depois de ter desmentido ter recebido uma proposta do Banco de Portugal com um cenário de injecção final de 1,4 mil milhões no sucessor do BES, o ministério liderado por Mário Centeno já não nega ter em cima da mesa um “documento de trabalho” onde esta hipótese é estudada. Apenas refere que não o comenta. E reafirma que o Orçamento do Estado só tem 850 milhões de euros autorizados para este efeito.