Rui Zink escreveu livro para a infância sobre memória e demência

Livro chega às livrarias este mês e inspira-se num familiar do escritor a quem foi diagnosticada a doença de Alzheimer.

Foto
Rui Zink enric vives rubio/Arquivo

O autor português Rui Zink escreveu uma história sobre esquecimento e memória, inspirada num familiar e na qual aborda a doença de Alzheimer, num livro para os mais novos que é editado este mês.

O Avô tem Uma Borracha na Cabeça é narrado por um rapaz que um dia descobre que o avô começou a esquecer-se de coisas, enganava-se nas ruas, confundia nomes das pessoas.

Inconformado com a ideia de que o problema não tinha cura, o rapaz decidiu “remendar as memórias do avô”, escrevendo e desenhando tudo o que sabia sobre ele e se lembrava do que lhe contou. “O avô tem uma borracha na cabeça? Pois nós somos um lápis!”, exclamou.

O livro, vocacionado para a infância, é ilustrado com colagens da autora brasileira Paula Delecave a partir de anúncios da época vitoriana, fotografias de anónimos de Lisboa, de familiares da ilustradora e do Arquivo Municipal de Lisboa.

PÚBLICO -
Foto

No final, Rui Zink explica que este livro se inspira num familiar a quem foi diagnosticada a doença de Alzheimer. “As pessoas, quando sofrem, viram poetas involuntários. Por isso também é corrente a bonita expressão: ‘Ele já não é ele.’ (...) Ele pode já não ser ele, mas eu ainda sou eu. (...) Esta pessoa a quem quero muito já nem sempre se lembra de mim, mas eu ainda me lembro dela”, escreveu o autor.

Rui Zink, 58 anos, que se estreou em 1987 com a novela Hotel Lusitano, é autor de contos, romance, novela gráfica, ensaio e livros para crianças, nomeadamente O Bebé que não Gostava de Televisão e O Bebé que fez Uma Birra, ambos com Manuel João Ramos.

Doutorado em Estudos Portugueses e um dos primeiros autores a ensinar escrita criativa, Rui Zink publicou em 2019 o romance Manual do Bom Fascista.

Paula Delecave, natural do Rio de Janeiro e a residir em Lisboa, ilustrou o livro Que Aventura ser Matilde, da Associação Pais em Rede, com texto de Rui Zink, e Quando João Ficou sem Palavras, da autora brasileira Ana Helena Rotta Soares.

Desenvolveu ainda, em parceria com António Jorge Gonçalves, os espectáculos Frutoscópio e O Convidador de Pirilampos, a partir do livro homónimo do escritor angolano Ondjaki. O Avô tem uma Borracha na Cabeça é uma edição da Porto Editora.

Sugerir correcção