Sporting tem novo avançado: goleador e diferente dos restantes

Jogador caro e para tapar os jovens, dizem uns, goleador que justifica o investimento, dizem outros. É entre estas duas ideias distintas que Andraz Sporar terá de trabalhar, provando aos adeptos “leoninos” que valeu o investimento considerável.

,Primeira Liga
Foto
Jogador é o novo avançado do Sporting Miguel Vidal/REUTERS

Andraz Sporar é o novo avançado do Sporting. Carente de um jogador de área, atrasada que está a aposta em Pedro Mendes e “morno” que está o desempenho de Luiz Phellype, Sporar, de 25 anos, terá a missão de dar a Silas o que o técnico ainda não teve: um avançado verdadeiramente goleador – e este chega a Alvalade como o segundo melhor marcador da Liga Europa, com cinco golos em seis jogos.

Além dos golos – já leva 21 em 26 jogos em 2019/20 –, há outros dados estatísticos que permitem ter algumas pistas sobre o que Sporar poderá dar ao Sporting. Segundo as plataformas WhoScored e Wyscout, Sporar é o segundo avançado mais rematador da Liga Europa e 53% dos remates que faz acertam na baliza – dispara muito e dispara bem.

Diferente do que existe em Alvalade

Sporar aparenta ser, também, um jogador com características situadas a meio caminho entre Luiz Phellype e Vietto: tem o posicionamento-base do brasileiro, como jogador de área, mas acaba por ser associativo como o argentino: tem bastantes mais passes recebidos e mais toques na bola dentro da área do que Luiz Phellype. E mesmo em matéria de trabalho defensivo tem mais recuperações de bola por jogo do que o brasileiro, mostrando alguma predisposição para ser o “primeiro defesa” da equipa.

No lado negativo, Sporar surge na cauda da Liga Europa em matéria de acerto no passe, algo que atesta as características globais que lhe são apontadas: consegue associar-se e participar na criação de jogadas, sim, mas é, sobretudo, um finalizador.

Havendo a considerar a diferença de nível entre as Ligas portuguesa e eslovaca, estes dados permitem perceber um pouco do que é Andraz Sporar, já 19 vezes internacional pela Eslovénia, país que deu à Liga portuguesa nomes como Zahovic ou Oblak.

Valor excessivo?

Para o Sporting, este negócio parece dividir opiniões. Por um lado, pode apontar-se que o valor entre os 6 e os 7 milhões de euros são excessivos por um jogador da Liga eslovaca e que irá tapar algum do espaço que poderia ser dado a Pedro Mendes.

Por outro lado, o “cartão-de-visita” de Sporar em matéria de golos é considerável e o assédio de outros clubes por um goleador de apenas 25 anos requeria dos dirigentes do Sporting uma acção eficaz e, sobretudo, rápida.

É entre estas duas ideias distintas que Sporar terá de trabalhar, provando aos adeptos “leoninos” que valeu o investimento considerável.