Benfica e Oliveirense na final da Taça Hugo dos Santos

Foram duas meias-finais emocionantes, com dois prolongamentos cada. Sporting e FC Porto ficaram pelo caminho.

Movimentos de basquete
Foto
Anthony Ireland foi determinante na recuperação do Benfica DR

Dois jogos, quatro prolongamentos, indefinição até final e basquetebol de qualidade. Foram assim as meias-finais da Taça Hugo dos Santos, que só se decidiram no segundo tempo extra e determinaram que o troféu vai agora ser discutido entre Oliveirense e Benfica.

Entrou primeiro em campo, no Municipal de Sines, a Oliveirense, que chegou ao intervalo a ganhar ao Sporting por 33-29. Os “leões” recuperaram no segundo e o fim do tempo regulamentar chegou com 70-70 no marcador, equilíbrio que se manteve no fim do primeiro período do prolongamento (81-81). No derradeiro tempo extra, o campeão nacional levou a melhor (93-88).

Cenário idêntico registou-se no embate entre FC Porto e Benfica. Neste caso, porém, os “dragões” estiveram a maioria do tempo na frente do marcador, tendo chegado ao intervalo a vencer por 50-39. A vntagem ainda foi ampliada no terceiro período, mas uma tremenda reacção dos “encarnados” permitiu-lhe chegar ao empate no fim do quarto período (90-90).

Depois de uma longa interrupção da partida, por força de uma lesão de Betinho Gomes (o extremo teve de ser imobilizado e transportado de ambulância para o hospital), o Benfica acabou por ser mais forte no segundo prolongamento, triunfando por 119-111.

A final está marcada para as 16h de domingo, em Sines.