Entrevista

Teresa Ashe: “O cepticismo climático é uma manifestação do medo de mudança”

Investigadora britânica procura compreender o cepticismo climático, que está hoje presente no discurso dos líderes mundiais mais influentes.

Foto
A investigadora britânica apresentou em Lisboa a tese de doutoramento Politics of Climate Change – Power and Knowledge in Environmental Politics. Daniel Rocha

Quando começou a estudar o cepticismo climático nos EUA, há dez anos, Teresa Ashe, investigadora da Universidade Aberta e da Universidade de Londres, ambas no Reino Unido, foi aconselhada a não se dedicar muito ao assunto. “Era visto como algo estranho. Era fácil catalogar os cépticos como ignorantes ou confinados a pessoas com interesses nos combustíveis fósseis para se manterem no poder”, diz ao PÚBLICO numa entrevista. Esteve em Lisboa num ciclo de conferências da Universidade Católica Portuguesa, onde veio apresentar a sua tese de doutoramento Politics of Climate Change – Power and Knowledge in Environmental Politics.