i-album

Entrevista

O CDS tem de “procurar votos para as ideias, e não ideias para votos”

Francisco Rodrigues dos Santos apresenta-se como o candidato à liderança do CDS capaz de “surpreender” e de fazer uma “renovação” nos seus quadros e “reposicionar” o partido como a “âncora da direita”. O líder da Juventude Popular assume-se como um conservador mas assegura que deixa de fora da agenda do partido posições sobre a adopção gay ou a recriminalização do aborto.