Creches gratuitas, menos isenções no IMI, mais escalões no IRS: já há 157 propostas de alteração ao OE

António Costa descreveu a proposta de Orçamento do Estado para 2020 como o seu “melhor orçamento de sempre”. Só esta segunda-feira deram entrada no Parlamento mais de 150 propostas de alteração para a especialidade. E todas elas vieram dos partidos à esquerda do PS e do PAN, que se abstiveram na generalidade.

Foto
O orçamento apresentado por António Costa e Mário Centeno irá agora receber propostas de alteração para discutir o documento na especialidade LUSA/MIGUEL A. LOPES

No primeiro dia de entrega de propostas de alteração ao Orçamento do Estado para discussão na especialidade, os partidos entregaram 157 sugestões. O PCP apresentou 37 medidas numa série de áreas, mas com algum destaque para os impostos sobre os rendimentos. O Bloco entregou 38 medidas, incluindo as que já consensualizara com o Governo antes da votação do Orçamento. O PAN foi o partido que mais propostas apresentou: 45 medidas. O Livre e o PEV também mostraram trabalho. Só a direita ainda não apresentou nenhuma alteração.