Torne-se perito

Milhares de pessoas deslocadas devido a erupção de vulcão próximo de Manila

O Instituto de Vulcanologia e Sismologia das Filipinas subiu o alerta do vulcão Taal do nível 1 para 3, numa escala de cinco. Aeroporto de Manila anunciou a suspensão de todos os voos.

Fotogaleria
O vulcão Taal situa-se numa ilha próxima de Manila, capital das Filipinas LUSA/FRANCIS R MALASIG
Fotogaleria
LUSA/FRANCIS R MALASIG
Fotogaleria
LUSA/FRANCIS R. MALASIG
Fotogaleria
LUSA/FRANCIS R. MALASIG
Fotogaleria
LUSA/FRANCIS R. MALASIG
Fotogaleria
LUSA/FRANCIS R. MALASIG

Pelo menos oito mil pessoas estão este domingo a ser deslocadas de várias cidades depois de as autoridades das Filipinas terem elevado o alerta devido ao aumento da actividade do vulcão Taal, situado numa ilha próxima de Manila. Outras seis mil pessoas já tinham sido retiradas antes, por se encontrarem na zona de perigo do vulcão.

O Instituto de Vulcanologia e Sismologia das Filipinas subiu o alerta do nível para 4 numa escala de cinco, depois de ter detectado um aumento da actividade na cratera. Este aumento gerou uma erupção de fumo de um quilómetro de altura. O aumento do nível de perigo deve-se à possibilidade de uma “explosão perigosa nas próximas horas ou dias”.

As autoridades puseram em marcha a evacuação dos municípios de San Nicolás, Balete e Talisay, próximas do vulcão situado a 65 quilómetros a sul da capital, confirmou o porta-voz do Conselho Nacional de Redução de Risco de Desastres, Mark Timbal.

Por seu turno, o Aeroporto Internacional Ninoy Aquino de Manila, situado a sul da capital, anunciou a suspensão de todos os voos, tanto chegadas como partidas, devido à erupção do vulcão, de cuja cratera sai uma enorme coluna de fumo e cinza. Pelo menos 172 voos foram cancelados este domingo, detalha a Reuters. 

De acordo com dados de 2017, a população destes três municípios situava-se entre os 6000 e os 10 mil habitantes.

A Cruz Vermelha das Filipinas já se deslocou para a zona para ajudar com os trabalhos de evacuação das cidades. O Departamento de Saúde advertiu que a exposição à cinza pode causar problemas de saúde, pelo que recomendou que os habitantes das zonas afectadas evitem estar ao ar livre e que, caso o façam, usem máscaras e óculos.

Milhares de turistas visitam todos os anos o vulcão Taal e alguns realizam excursões à sua cratera, parcialmente inundada e na qual se podem observar pequenas fumarolas.

O vulcão, que matou 1300 pessoas em 1911 e 200 em 1965, faz parte de uma cadeia vulcânica que se estende pela região ocidental da ilha de Luzon.

Sugerir correcção