Semana da Chanfana leva milhares a Vila Nova de Poiares

Não é vão que a vila se anuncia como a Capital Universal da Chanfana. O festival gastronómico decorre de 10 a 20 de Janeiro.

A chanfana é especialidade local
Fotogaleria
A chanfana é especialidade local Ricardo Silva
Como manda a lei, assada no forno de lenha em caçoila de barro preto
Fotogaleria
Como manda a lei, assada no forno de lenha em caçoila de barro preto Confraria da Chanfana
O restaurante Confrade é um dos participantes
Fotogaleria
O restaurante Confrade é um dos participantes Ricardo Silva

Carne de cabra com vinho tinto, azeite, alhos e outros condimentos, assada no forno de lenha em caçoila de barro preto, assim é o prato-estrela deste certame gastronómico. É já a 15ª Semana da Chanfana de Vila Nova de Poiares e para um concelho do distrito de Coimbra onde vivem pouco mais de sete mil pessoas, a repetirem-se os números de 2019 anunciados pela organização, são esperadas mais de dez mil para saborear a especialidade local. 

Entre 10 e 20 de Janeiro, a Semana da Chanfana decorre durante 11 dias nos nove restaurantes aderentes. De salientar que Vila Nova de Poiares se assume oficialmente como a Capital Universal da Chanfana – uma muito abrangente denominação que a diferencia de outras terras onde a chanfana também reina, caso de Mirando do Corvo, que se anuncia “apenas” como a Capital da Chanfana.

O certame, organizado pela Confraria da Chanfana e com o apoio da autarquia local, além da colaboração de diversas entidades públicas e privadas, e o programa inclui os restaurantes O Confrade, As Medas, A Grelha, Brasa Kente, Dom Dinis, Dona Elvira, Paddock, Portas da Vila e ainda A Tina do Bitoque.

Nos dias 14, 15 e 16, o Centro Cultural da vila acolhe três conferências na área da gastronomia, para públicos de diferentes idades, proferidas pelo chef Luís Lavrador, pela professora da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Paula Barata Dias, e pelo investigador e técnico superior do município, Pedro Santos.

No mesmo espaço, realizam-se leituras e outros trabalhos envolvendo crianças e jovens das escolas do concelho.

No Centro Difusor de Artesanato e Recursos Endógenos da Associação de Desenvolvimento Integrado de Poiares (ADIP), pode ser visitada a exposição “A cozinha é cultura”, que inclui 12 telas de diversos artistas plásticos convidados pela organização.

Estão expostos excertos de livros em que escritores portugueses e de outros países falam da chanfana e de diversas iguarias gastronómicas.

A mostra tem ainda o contributo de alunos da ARCA -- Escola Universitária das Artes de Coimbra e da Escola Profissional Beira Aguieira, de Penacova.

Já o Grupo de Cantares da Universidade Sénior da ADIP vai actuar nos restaurantes envolvidos no programa, que coincide parcialmente com as celebrações do feriado municipal, no dia 13, estando ainda prevista a participação da Filarmónica Fraternidade Poiarense.

O programa completo está disponível no Facebook da Confraria da Chanfana.

Sugerir correcção