Viagens

O navio-escola Sagres vai de saída, adeus ao cais de Santa Apolónia

Este domingo, o navio-escola fez-se ao mar iniciando a viagem que reedita e celebra a circum-navegação de Fernão de Magalhães há 500 anos. Serão 371 dias a dar a volta ao mundo, com paragens em 22 portos, alguns deles com eventos muito especiais, como em Tóquio: no navio segue a bandeira que Portugal usará nos Jogos Olímpicos. No Chile, participará nas comemorações da Descoberta do Estreito de Magalhães.

Navio-escola Sagres no dia da partida Marinha Portuguesa
Fotogaleria
Navio-escola Sagres no dia da partida Marinha Portuguesa

A partida do navio-escola Sagres para a viagem de circum-navegação que repetirá a odisseia de Fernão de Magalhães, a primeira viagem de circum-navegação do mundo, iniciada em 1519, foi dada este domingo do Terminal de Cruzeiros de Santa Apolónia em Lisboa. 

Centenas de pessoas marcaram presença para o adeus, incluindo o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e vários elementos do Governo. A bordo, seguem 142 elementos, 50 instruendos da Aporvela - Associação Portuguesa do Treino de Vela e dois investigadores do projecto SAIL, dedicados a "um estudo pioneiro da electricidade atmosférica no ambiente marinho e dos efeitos das alterações climáticas”, além de alguns "turistas".

“É a viagem maior em duração e em distância dos 82 anos de história do navio, e vai ter também a maior tirada da história do navio, que serão 32 dias a navegar, entre o Taiti e Punta Arenas”, destacava na apresentação da viagem o comandante do navio-escola, Maurício Camilo.

Ao longo da viagem, o navio-escola Sagres irá passar por 22 portos de 19 países diferentes, incluindo-se a participação nas comemorações da Descoberta do Estreito de Magalhães, em Punta Arenas (Chile).

A primeira paragem será em Tenerife, com chegada prevista a 10 de Janeiro, seguindo-se a cidade da Praia, em Cabo Verde, a 19, e, depois de três semanas a cruzar o Atlântico, chegará ao Rio de Janeiro. Mas a agenda inclui ainda Uruguai, Argentina, África do Sul, Moçambique, Maurícias, Singapura, Indonésia, Timor-Leste (onde estará a 10 de Junho), Filipinas, China, Japão (para a entrega da bandeira portuguesa à delegação de Portugal nos Jogos Olímpicos), EUA, Taiti, Chile, Perú, Colômbia e, por fim, Ponta Delgada e Lisboa – aos Açores deverá chegar a 30 de Dezembro e a Lisboa a 10 de Janeiro de 2021.

Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida LUSA/José Sena Goulão
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida LUSA/José Sena Goulão
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida LUSA/José Sena Goulão
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida LUSA/José Sena Goulão
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida LUSA/José Sena Goulão
Navio-escola Sagres no dia da partida. Cerimónia de entrega da bandeira de Portugal que será entregue à delegação portuguesa nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Navio-escola Sagres no dia da partida. Cerimónia de entrega da bandeira de Portugal que será entregue à delegação portuguesa nos Jogos Olímpicos de Tóquio LUSA/José Sena Goulão
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida Marinha Portuguesa
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida Marinha Portuguesa
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite)
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite) LUSA/Mário Cruz
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite)
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite) LUSA/Mário Cruz
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite)
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite) LUSA/Mário Cruz
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite), a navegadora Martins Azevedo
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite), a navegadora Martins Azevedo LUSA/Mário Cruz
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite),  o comandante do navio-escola Sagres, Mauricio Camilo
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite), o comandante do navio-escola Sagres, Mauricio Camilo LUSA/Mário Cruz
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite)
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite) LUSA/Mário Cruz
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite)
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite) LUSA/Mário Cruz
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite)
Navio-escola Sagres (dois dias antes da partida, na Base do Alfeite) LUSA/Mário Cruz
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida Marinha Portuguesa
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida LUSA/José Sena Goulão
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida LUSA/José Sena Goulão
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida Marinha Portuguesa
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida Marinha Portuguesa
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida Marinha Portuguesa
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida Marinha Portuguesa
Navio-escola Sagres no dia da partida
Navio-escola Sagres no dia da partida LUSA/José Sena Goulão
Sugerir correcção