Opinião

Não há planeta B!

O problema não é tanto que a ideia de Musk, de que poderá ser possível colonizar o planeta Marte, seja totalmente disparatada, mas sim de que estamos a falar de desenvolvimentos com uma complexidade tecnológica incomparável entre si.

Este ano, o prémio Nobel da Física foi atribuído a três astrofísicos, James Peebles, Michel Mayor e Didier Quelo, sendo a contribuição destes dois últimos a descoberta, em 1995, do primeiro planeta em órbita de uma outra estrela, semelhante ao Sol. Desde então, sucederam-se as descobertas de planetas em outros sistemas solares e, neste momento, são conhecidos mais de 4000 exoplanetas, planetas que orbitam outras estrelas que não o nosso Sol.