Entrevista

“Um bom político é aquele que simplifica sem falsificar”

A crise, o populismo, a política da razão e da emoção, as desigualdades. Ao longo de uma hora e meia de conversa, Miguel Poiares Maduro faz o diagnóstico do que está mal e partilha as suas ideias para melhorar o mundo. É sempre optimista.

Depois de vários anos em que viveu no estrangeiro e aí desenvolveu a sua actividade profissional, o ex-ministro de Pedro Passos Coelho, que apenas durante dois anos interrompeu a docência no Instituto Universitário Europeu de Florença para integrar o Governo, prepara-se para regressar a Portugal em Maio de 2020. Não vai encontrar um país que lhe é estranho, porque nunca se afastou verdadeiramente. Numa entrevista longa, em que reflecte sobre o populismo, as migrações, os partidos e as instituições, a Europa e os ensinamentos que nos trouxe a crise económica, Miguel Poiares Maduro, de 52 anos, deixa perceber que é um optimista crítico.