Apoio a Marcelo nas presidenciais não é consensual no centro-direita

O social-democrata Miguel Pinto Luz pede um Presidente “equidistante”, o eurodeputado Nuno Melo deseja um candidato próximo dos valores “centristas”.

,Vasco Cordeiro
Fotogaleria
Marcelo ainda não anunciou recandidatura,Marcelo ainda não anunciou recandidatura LUSA/EDUARDO COSTA,LUSA/EDUARDO COSTA
,Rui Rio
Fotogaleria
Entre os três candidatos à liderança do PSD, dois apoiam Marcelo (um com condições) e outro ainda nada diz FRANCISCO ROMAO PEREIRA
Filipe Lobo d'Ávila
Fotogaleria
Para Filipe Lobo D'Ávila, o CDS deve manter todas as opções em aberto Rui Gaudencio
,CDS - Partido do Povo
Fotogaleria
João Almeida promete avaliar primeiro mandato de Marcelo Adriano Miranda
Fotogaleria
Nuno Melo põe hipótese de haver candidato próprio Nelson Garrido / PUBLICO

No PSD e o CDS, que há quatro anos apadrinharam a candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa, não parece haver uma predisposição generalizada para uma renovação incondicional desse apoio. É isso que reflectem as posições de alguns dos candidatos à liderança dos dois partidos. Nuno Melo, que leva uma moção ao congresso do CDS mas não é candidato, assume mesmo que não se deve excluir o apoio a outra candidatura presidencial que se aproxime dos “valores” dos centristas.