Mais de 200 congressistas pedem ao Supremo Tribunal dos EUA para reverter a lei do aborto

A legislação sobre interrupção voluntária da gravidez pode mudar drasticamente depois de o tribunal, cuja balança pende agora para os conservadores, se pronunciar sobre a muito restritiva lei do Louisiana.

Alabama
Fotogaleria
Manifestação contra o aborto nos EUA Reuters
Fotogaleria
Manifestante pelo direito ao aborto em frente do Supremo Tribunal, e mWashington Reuters

Mais de 200 congressistas americanos pediram quinta-feira à noite ao Supremo Tribunal que reconsidere a decisão tomada em 1973 sobre o caso Roe v Wade, que estabeleceu o direito das mulheres ao aborto. Os nove magistrados da mais alta instância jurídica federal abrem no dia 4 de Março o caso conhecido como June Medical, oportunidade, segundo os legisladores - 205 republicanos e dois democratas -, para “reconsiderar o precedente que nos pôs onde estamos”.