Ano Novo, casa arrumada e sem tralha

Comece o ano com uma casa bem arejada, limpa e arrumada. Destralhe o lar e, por consequência, a sua vida, aconselham especialistas.

Limpeza
Foto
Arrumar armarios, arejar a casa e limpá-la faz bem à saúde Grass America/Unsplash

Ano novo, casa nova? Não necessariamente, mas já que organizamos as ideias para começar um novo ciclo de vida, por que não fazer o mesmo com a casa onde vivemos? Deitar fora o que não interessa, dar o que está em bom estado, mas já não precisamos, e reciclar. Paula Margarido e Filipa Brandão Mira, autoras de livros que dão dicas sobre organização no lar, dizem que este é o caminho e garantem que a tarefa acaba por ser terapêutica.

“O destralhar e arrumar é terapêutico. É começar um novo ciclo na nossa vida”, começa por dizer a arquitecta Paula Margarido, autora dos livros Uma casa organizada e Destralhe a sua casa, este último editado pela Manuscrito, é um guia prático com dicas para arrumar, limpar e organizar o lar. 

Na prática, “cuidar da nossa casa é também cuidar de nós”, acrescenta Filipa Brandão Mira, autora de Cuidar da Casa, da Esfera dos Livros. “Muitas vezes, esquecemo-nos da relação casa/pessoa. E depois a desarrumação e o estado caótico do lar, com muita tralha, reflecte-se na desorganização da nossa vida”, avisa Paula Margarido, também especialista em feng shui. Filipa Brandão Mira dá o seu exemplo: “No meu lar, as coisas têm de estar em harmonia, porque a casa é como se fosse a cabeça e só assim as coisas avançam.” 

“A casa é o lugar onde recarregamos baterias, enchendo-nos de energia. Façamos um detox às nossas casas, reduzindo ao essencial o espaço e a maneira como o habitamos para criar harmonia e fluidez à nossa volta”, continua Paula Margarido. Por exemplo, se a casa for pequena, os cuidados são a redobrar e é preciso reduzir tudo ao essencial para não andar a tropeçar em objectos e, por exemplo, ter roupas e papéis acumulados. 

A sugestão é para que ponha a casa a seu gosto. Na hora de arrumar, se estiver motivado e tiver ajuda na tarefa, melhor ainda. “Pode pôr música, acender uma vela e incenso para lhe dar mais ânimo e sentir motivação”, propõe Paula Margarido. No livro Uma casa organizada, a arquitecta aconselha a ter uma casa saudável, harmoniosa, holística e feliz. E dá algumas dicas para o conseguir: arejar a casa, abrindo as janelas diariamente durante pelo menos dez minutos, e também arejar tapetes e colchões.

“Livre-se daquelas coisas que trazem memórias menos felizes, como provenientes de relações que tiverem um desfecho triste”, recomenda Paula Margarido, avisando para “não deixar um único vestígio em casa [dessas relações], senão a pessoa não sai daquele ciclo” que não lhe faz bem.

O passo seguinte é arrumar os roupeiros, ver as peças de roupa que servem e não as ter empilhadas em cadeiras. E dobre muito bem as peças de roupa para que ocupem menos espaço, diz Paula Margarido. Por seu lado, Filipa Brandão Mira propõe não amontoar sapatos, ter apenas os bons e essenciais. “Mais vale ter uma coisa boa e saber que se vai usar do que ter muitas.”

No quarto, “retire televisores, computadores e outros aparelhos que emitam radiações nocivas, para ter uma noite descansada”, aconselha Paula Margarido. Na cozinha, livre-se de louça lascada ou objectos partidos e de electrodomésticos avariados. À entrada de casa, não acumule papéis ou objectos que não interessam.

Paula Margarido sugere o uso de plantas purificadoras como “a gerbera que elimina o benzeno no ar; a palmeira de bambu que actua como humidificador natural; o lírio da paz que diminui ondas electromagnéticas emitidas pelos equipamentos electrónicos e a espada de São Jorge que absorve os óxidos de nitrogénio”.

Por fim, Filipa Brandão Mira aconselha a ter maior consciência ambiental, utilizando detergentes caseiros nas limpezas da casa, sugerindo algumas receitas, como a mistura de bicarbonato de sódio com limão e vinagre. No caso da limpeza do guarda-roupa, por exemplo, propõe fazê-lo com um bocadinho de água morna, bicarbonato de sódio e um óleo aromático como alecrim ou alfazema. Depois coloque no armário um saquinho com algodões embebidos em água-de-colónia ou óleo essencial aromático de lavanda, cascas de laranja, cravinhos da Índia e paus de canela. “Também é uma maneira de evitar traças”, termina.

Sugerir correcção