Australianos fogem das chamas incontroláveis, à espera de mais um dia de inferno

As autoridades estão a ordenar a retirada de milhares de pessoas da costa Sul do país, antecipando um dia potencialmente catastrófico para Sábado. Mas a fuga está a ser dificultada por enormes engarrafamentos e há povoações costeiras de onde só é possível fugir pelo mar. O primeiro-ministro continua sob fortes críticas.

Quaama
Fotogaleria
LUSA/SEAN DAVEY
Fotogaleria
LUSA/SEAN DAVEY
,Incêndios
Fotogaleria
Reuters/BETHANY KELLY
,Cobargo
Fotogaleria
LUSA/MICK TSIKAS
Batemans Bay
Fotogaleria
Reuters/GLEN MOREY
Austrália
Fotogaleria
LUSA/HEATHER MCNAB

Sábado vai ser mais um dia de inferno. É isso que os australianos esperam, quando as previsões meteorológicas apontam, de novo, para temperaturas a rondar os 40 graus Celsius e ventos fortes. Condições que elevam o risco de incêndio para “severo” ou “extremo”, sobretudo para o massacrado sudeste do país e os estados de Nova Gales do Sul e Vitória, que não têm descanso desde que começou a época de fogos, em Outubro.