Morreu o escritor chileno Germán Marín, autor de O Palácio do Riso

Romance foi editado em Portugal pela Antígona, em 2016. Escritor foi uma das vítimas da ditadura de Augusto Pinochet.

,Escritor
Fotogaleria
Germán Marín DR
,1973 golpe de estado chileno
Fotogaleria

O escritor chileno Germán Marín (1934-2019), autor de O Palácio do Riso (1995), romance editado em Portugal pela Antígona em 2016, morreu este domingo, aos 85 anos, anunciou a sua editora esta terça-feira.

Germán Marín publicou mais de 20 livros, tendo a edição do primeiro, Fuegos Artificiales (Fogos Artificiais, em tradução livre), de 1973, sido destruída durante a ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990). A obra só voltou a ser reeditada em 2018.

O romancista viveu no exílio, como tantos outros escritores chilenos do século XX, primeiro no México e depois em Espanha. Regressou ao Chile na década de 1990, na qual publicou a trilogia Historia de una Absolución Familiar (História de uma Absolvição Familiar), que ditou o seu reconhecimento internacional.

A sua última obra, o livro de contos Un Oscuro Pedazo de Vida (Um Escuro Pedaço de Vida), foi publicada semanas antes de morrer.

Sugerir correcção