Sintra é uma das 101 “Maravilhas do Mundo” da Lonely Planet

Entre a Grande Muralha da China, as pirâmides do Egipto ou o Monte Kilimanjaro, eis Sintra, “como que saída de um conto de fadas” e com vistas de “tirar o fôlego”.

,Palácio Nacional de Queluz
Fotogaleria
Palácio da Pena DR/PSML/Luis_Duarte
Fotogaleria
Palácio da Pena Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Castelo dos Mouros DR/PSML/Luis_Duarte
Cenário da montagem
Fotogaleria
Castelo dos Mouros Pedro Cunha
Castelo dos Mouros
Fotogaleria
Castelo dos Mouros Rui Gaudêncio
Fotogaleria
Castelo dos Mouros Rui Gaudêncio
Fotogaleria
Castelo dos Mouros Rui Gaudêncio
Fotogaleria
Quinta da Regaleira Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Quinta da Regaleira Enric Vives-Rubio
,Palácio
Fotogaleria
Parque e Palácio de Monserrate DR/PSML/Luis_Duarte
,Serra de Sintra
Fotogaleria
Chalet da Condessa d' Edla (no Parque da Pena),Chalet da Condessa d' Edla (no Parque da Pena) DR/PSML/Luis_Duarte,DR/PSML/Luis_Duarte
,Parques de Sintra-Monte da Lua (PSML)
Fotogaleria
Convento dos Capuchos (com visitas a serem retomadas em Junho de 2020) DR/PSML/Luis_Duarte,DR/PSML/Luis_Duarte

São “101 paisagens maravilhosas” para as quais, garante a Lonely Planet, são propostas as melhores formas de visitá-las e de acordo com “qualquer orçamento”. Wonders of the World, uma edição luxuosa em papel, surgiu nas livrarias físicas e online mesmo a tempo do Natal e também de servir de inspiração para as decisões de viagens para 2020. Entre os 101 destinos escolhidos pela influente editora de guias de viagens, Portugal surge representado por uma “viagem obrigatória” para quem aterra em Lisboa: Sintra. 

“Com as suas montanhas ondulantes, florestas orvalhadas cheias de fetos e líquenes, jardins exóticos e palácios reluzentes, a vila de Sintra parece saída de um conto de fadas”, lê-se no texto em que se destaca a vila e arredores, ao lado, como não podia deixar de ser, de uma foto a toda a página com a Pena como jóia central. 

Pena Miguel Manso
Pena Miguel Manso
Pena Miguel Manso
Pena Miguel Manso
Castelo dos Mouros Miguel Manso
Castelo dos Mouros Miguel Manso
Castelo dos Mouros Miguel Manso
Castelo dos Mouros Miguel Manso
Castelo dos Mouros Miguel Manso
Castelo dos Mouros Miguel Manso
Sintra, vista do Castelo dos Mouros Miguel Manso
Palácio da Vila Miguel Manso
Palácio da Vila Miguel Manso
Palácio da Vila Miguel Manso
Palácio da Vila Miguel Manso
Vista do Chalet Saudade Miguel Manso
Monserrate Miguel Manso
Monserrate Miguel Manso
Monserrate Miguel Manso
Monserrate Miguel Manso
Fotogaleria

Sublinhando-se o facto de integrar a lista de Património Mundial da UNESCO, o texto assinala as casas históricas “em tons pastel” e as colinas que se desenrolam até ao Atlântico. 

Nas “estrelas” da vila entram o Palácio Nacional da Pena ou a Quinta da Regaleira. A não perder: uma caminhada até o Castelo dos Mouros, e as suas ruínas que têm origem no séc. X. "Quando as nuvens se afastam, as vistas sobre a colina pontilhada por palácios e o vale, e até ao brilhante Atlântico são, como a subida, de tirar o fôlego”.

O destaque a Sintra como wonder of the world complementa-se com roteiros na região de Lisboa e sugestões de dormidas e comidas em Sintra: no Moon Hill Hostel, na Sintra 1012 Boutique Guest House e no Villa Mira Longa; ou paragens para bem comer no Incomum By Luís Santos, no Nau Palatina e no Café Saudade.

O livro Lonely Planet's Wonders of the World tem 368 páginas e viaja por outras “maravilhas” que enchem os sonhos de muitos viajantes por todo o mundo, do Monte Kilimanjaro às pirâmides do Egipto, das auroras boreais à Grande Barreira do Coral, do Mt. Saint-MichelCapadociaStonehengeCapela Sistina ou mesmo o CERN. 

Foto
A capa de "101 Wonders of the World" DR/Lonely Planet

Está à venda online (no caso da loja oficial da Lonely Planet assinalam-se 24,95 euros em papel, 17,47 em e-book ou 32,44 euros se compradas as duas versões - na Amazon surgia desde 17,50 euros) e em várias livrarias portuguesas com preços entre cerca de 28 e 34 euros (exemplos indicativos da Fnac ou Wook online). 

A próxima edição do livro está marcada para 2024.