Valor da avaliação bancária das casas sobe 8% em Novembro

Algarve e Lisboa foram as regiões com a avaliação mais elevada registada no mês passado, de acordo com o INE

Foto
Valor médio da avaliação bancária das habitações no Algarve atingiu 1736 euros/m2 em Novembro ffa Filipe Farinha/Stills - colaborador

O valor médio da avaliação bancária das habitações foi de 1312 euros por metro quadrado (m2) em Novembro, um acréscimo de 8% face ao mesmo mês de 2018 e de 0,6% face a Outubro, divulgou hoje o INE.

De acordo com o Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação do Instituto Nacional de Estatística (INE), por regiões, o valor médio da avaliação bancária mais alto em Novembro foi registado no Algarve, com 1736 euros/m2, seguindo-se Lisboa, com 1631 euros/m2.

Na Madeira o valor médio da avaliação bancária fixou-se em 1430 euros/m2, nos Açores em 1124 euros/m2, no Norte em 1188 euros/m2, no Alentejo em 1.062 euros/m2 e no Centro em 1.054 euros/m2.

Face a Novembro de 2018, o valor médio da avaliação bancária subiu em todas as regiões, tendo sido a maior subida no Algarve (10,3%) e a menor no Centro (5,3%)

Já em relação a Outubro, a maior subida foi nos Açores (1,5%) e as únicas descidas foram registadas na Madeira (-0,3%) e no Norte (-0,2%).