Designer que calçou Madonna e Lady Gaga doa criações ao Museu do Calçado

Kermit Tesoro vem a Portugal no início do ano e dará duas masterclasses em São João da Madeira.

Foto
O artista filipino vem a Portugal no início do ano Facebook

Calça Madonna e Lady Gaga e virá a Portugal no início do ano para revelar alguns dos seus segredos. O designer filipino Kermit Tesoro vai doar peças da sua autoria ao Museu do Calçado de São João da Madeira.

O criativo estará na cidade a 8 de Janeiro para aí depositar as peças e orientar duas masterclasses gratuitas sobre design de calçado e revelar o processo criativo envolvido na produção de sapatos emblemáticos como aqueles cujos saltos exibem caveiras e outros que assentam o pé sobre formas evocando tentáculos de polvo.

Peles de animais, pregos, espigões, lantejoulas, madeira, látex derretido, resinas industriais, plásticos de alta resistência, corais e até espécies minerais são algumas das matérias-primas que o designer aplica nos seus sapatos que, muitas vezes, adoptam figurações animalescas, símbolos arquitectónicos e formas desproporcionais, sobre saltos que desafiam a gravidade.

PÚBLICO -
DR
PÚBLICO -
DR
Fotogaleria
DR

Para Joana Galhano, directora do Museu do Calçado, a vinda de Kermit Tesoro a Portugal assume “particular importância por marcar o início de uma colaboração” entre esse espaço cultural e o designer das Filipinas, que, ao doar peças suas à instituição, estará a “valorizar as colecções do museu”.

Os sapatos criados pelo artista já são internacionalmente apontados como “elementos essenciais para o estudo, compreensão e divulgação das grandes tendências de moda e design de calçado do século XXI”.

Joana Galhano realça ainda que “Kermit Tesoro fez questão de vir conhecer o Museu do Calçado e de oficializar pessoalmente o acto de doação”, o que também constituirá uma oportunidade para esse “designer de vanguarda” contactar com a indústria de calçado de São João da Madeira e se inteirar do que “de melhor e mais inovador está a ser desenvolvido no sector”.

A expectativa é de que, com esta primeira visita, os profissionais da área, estudantes e público em geral possam “conhecer o universo pessoal e excentricamente criativo desse designer”, que, por seu turno, também terá a possibilidade de desenvolver eventuais “sinergias com empresários locais, centros de formação e universidades”.

Artista, escritor e designer com intervenção tanto na área do calçado como no universo dos figurinos e do vestuário feminino e masculino, Kermit Tesoro recebeu formação académica em reputadas instituições das Filipinas e do Reino Unido, participa regularmente em exposições internacionais e reconhecidos desfiles de moda e é presença frequente em publicações como as revistas Vogue e Elle.

Sobre as suas criações, o próprio designer afirma: “Os meus sapatos e roupas não são nem para conforto de ninguém, nem para agradar à maioria. A minha mente encerrou um mantra que será eterno: não há agitação sem provocação.”

Para esse efeito, o trabalho de Kermit Tesoro combina criatividade, engenharia, trabalho manual, experimentação e paixões de infância como a natureza, ciência, história mundial e gastronomia. “Não menos importante”, como nota Joana Galhano, recorre também ao “fetichismo e comportamento humano”.