“Jesus obrigou técnicos brasileiros a saírem da zona de conforto”

Presidente da Associação Brasileira de Treinadores reconhece “retrocesso” no sector e encara sucesso do português como oportunidade para fazer correcções.

Foto
Reuters/SERGIO MORAES

Detentor de cinco títulos mundiais, o Brasil orgulha-se do ADN exclusivo de um futebol sedutor que, durante décadas a fio, maravilhou e inspirou o globo, transformando, no processo, os treinadores brasileiros em verdadeiros embaixadores da arte de jogar. Dos tempos de Otto Glória ao consulado de Luiz Felipe Scolari, Portugal revelou-se um precioso aliado e uma ponte aérea privilegiada para a Europa, tendência que se confirmou a diversos níveis, sobretudo nas selecções nacionais. Mas esta ascendência tem vindo a diluir-se.