Entrada gratuita em 2020: sugestões para a passagem de ano de norte a sul

Há festas de rua e de entrada livre por todo o país. Há quem prefira fogo-de-artifício e quem insista em ter boa música. Quem não dispense a festa à beira-mar e quem goste de passar o ano com “aquele” friozinho serrano no nariz. Aqui, há festas para todos os gostos para celebrar a grande contagem decrescente a céu aberto.

Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Rui Farinha

Albufeira
Uma festa de praia, na Praça dos Pescadores, onde alinham o pop-rock-electro-fado dos Amor Electro e a soul-funk-blues-pop de The Black Mamba. Albufeira Carpe Nox 2020 - The New Year's Celebration começa às 22h e promete um espectáculo multissensorial, com música em terra, barcos iluminados e fogo-de-artifício no mar, e um show no ar protagonizado por paramotores e aviões acrobáticos.

Almada
O grande réveillon popular de Almada tem lugar em Cacilhas, junto à Fragata D. Fernando II e Glória, quando o relógio apontar as 22h30. Ana Bacalhau abre as festividades em Nome Próprio. Entra depois em cena o aguardado fogo-de-artifício. Boss AC retoma a animação, puxando dos galões de pioneiro do hip-hop português.

Coimbra
A cidade sai à rua para entrar em 2020 em quatro frentes: no Largo da Portagem, há música de Os Azeitonas e Pedro Abrunhosa & Comité Caviar; na Praça do Comércio, a animação está entregue aos DJ De Vacaciones e Cromos da Noite; na Praça 8 de Maio, o ambiente é revivalista, com êxitos dos anos 1970, 80 e 90; no Terreiro da Erva, os Red fazem covers de clássicos do rock.

Évora
A Praça do Giraldo entra em Alerta Caníbal com os espanhóis Eskorzo, conhecidos pelo seu rock mestiço com influências de flamenco, reggae e blues. O espectáculo tem início às 22h30 e é abrilhantado pelo fogo-de-artifício.

PÚBLICO -
Foto
Miguel Manso

Figueira da Foz
Há “2020 motivos para vir à Figueira da Foz”. É este o mote da festa que celebra a entrada no novo ano ao som da banda do filme Variações, ProfJam e Tom Enzy. A partir das 22h45, na Praça do Forte.

Guarda
A mais alta passagem de ano do país tem anfitriões à altura: o grupo Os Quatro e Meia, que envolve em novos arranjos temas conhecidos da música portuguesa, o Entretenimento? de Carlão e, para prolongar a noite depois dos concertos e da pirotecnia, o DJ Pedro Carrilho. Na Praça Velha, às 22h.

Lagos
Os ritmos quentes de Anselmo Ralph, músico angolano de R&B que se tornou um fenómeno de popularidade à conta de temas como Única mulher ou Não me toca, marcam o passo da contagem decrescente na Praça Infante D. Henrique, a partir das 22h30. Depois do fogo-de-artifício, entra em cena o DJ Valex.

PÚBLICO -
Foto
David Clifford

Lisboa
A celebração tem lugar no Terreiro do Paço, ao longo de três dias. Começa com Clássicos do Tejo, uma orquestra de mais de 50 músicos formada para a ocasião, que interpreta um programa festivo de música clássica, dirigido por Cesário Costa (dia 29, às 18h). Na véspera da passagem de ano, a partir das 21h30, o palco é do veterano José Cid, recentemente distinguido com o Grammy Latino de Excelência Musical. O Ano Novo em Lisboa culmina nos concertos dos Xutos & Pontapés e dos Ornatos Violeta, numa noite com arranque marcado para as 21h30 e fogo-de-artifício à beira-rio.

Madeira
A ilha da Madeira voltou a ser eleita como melhor destino europeu para celebrar a entrada num novo ano pelo site European Best Destinations, não só pelo “cenário magnificiente” de “beleza rara”, mas, claro, também pelo “célebre espectáculo de fogo-de-artifício”. Este ano, tem como tema “Madeira em Festa” e “é inspirado nas tradições madeirenses do Natal e final de ano”, com uma duração de oito minutos e uma apoteose de 25 segundos.

Maia
Os festejos populares da Maia convergem para a Praça Dr. José Vieira de Carvalho onde, a partir das 21h30, os GNR se encarregam de abrir caminho para a contagem decrescente e respectivo “festival de luz e som” prometido pela autarquia. DJ Overule dá seguimento à animação.

Ponta Delgada (Açores)
As Portas da Cidade voltam a ser palco da festa de ano novo na cidade micaelense. A partir das 22h, há concerto da banda The Code, interrompido ao soar das doze badaladas para dar lugar ao espectáculo piromusical. Às 00h35, entram em cena os DJ Soulsky e Hillow e, da 01h30 às 7h30, dança-se a chegada no ano novo no já tradicional Baile de Réveillon, no Coliseu Micaelense.

Portimão
A zona ribeirinha da cidade abre portas a quatro dias de celebração. O aquecimento é feito por Agir (dia 28) e prossegue com o tributo ao rock português Rock em Stock (29) e Fernando Daniel (30). A noite de fim de ano traz os ritmos brasileiros do projecto Dança Balança e a DJ Olga Ryazanova. Todos os dias, a partir das 22h.

PÚBLICO -
Foto
Paulo Pimenta

Porto
Marta Ren e a Orquestra Jazz de Matosinhos servem o aperitivo musical para a grande festa popular da Invicta, na Avenida dos Aliados (dia 28, às 22h). A entrada no novo ano está nas mãos da dupla de cantautores Tiago Nacarato e Miguel Araújo (às 22h30), acompanhados pelo tradicional espectáculo de pirotecnia.

Quarteira
Praça do Mar, 21h30. Encontro marcado com Deejay Rodriguez e Aurea, os anfitriões da festa à beira-mar. Depois das 12 badaladas e do momento piromusical, as batidas estão por conta do DJ Riot.

Santarém
A partir das 23h, o Jardim da Liberdade canta O bicho com Iran Costa. Os primeiros sons para 2020 vêm de Virgul, antigo membro dos Da Weasel e Nu Soul Family, a solo com soul, funk e pop. A festa continua com African Groove.

PÚBLICO -
Foto
DR/CMSesimbra

Sesimbra
​A tradição de comemorar o novo ano debaixo de água vai voltar a cumprir-se, com quatro escolas de mergulho e meia centena de mergulhadores. Em terra, a animação começa pelas 22h e inclui desfile de animadores com fatos temáticos, ao longo da Marginal e na Fortaleza de Santiago. Por volta das 23h, a música do DJ Pedro Monchike entra em acção e será acompanhada por um espectáculo laser, que irá decorrer ao longo de toda a Marginal. Para acompanhar as doze badaladas, promete-se um espectáculo piromusical dedicado a dois grandes nomes da cultura portuguesa, Amália Rodrigues e António Variações.​

Tavira
Waterloo, Mamma mia, Super trouper, Voulez-vous... É com um tributo aos Abba, feito pelos Abba Mia, que, a partir das 22h30, Tavira prepara a entrada em 2020. A seguir ao espectáculo de pirotecnia, o palco instalado na Praça da República é dos Expensive Soul, banda que já está em modo celebratório pelos 20 anos de carreira. O DJ Gustavo Vera escolhe a música para dançar noite dentro.

Viseu
Soul e R&B com inspiração nos anos 1960 e 70, acompanhada por um lado espiritual, boas vibrações e uma execução técnica com qualidades raras. São estes os condimentos da receita praticada pelos HMB, convocados para encabeçar o cartaz da passagem de ano no Campo de Viriato, com início às 20h. Seguem-se Hi-Fi, Plutonio e a dupla de DJ Kiss Kiss Bang Bang.