Chegou uma rara megagarrafa de champanhe a Portugal: tem 30 litros e custou nove mil euros

“Acontecimento raro no mundo e único em Portugal”, segundo a marca Drappier.

champanhe
Fotogaleria
Um grande formato raro, conhecido como Melchizedek DR
champanhe
Fotogaleria
DR

É a “primeira vez” em Portugal, assegura a empresa Baldi Drinks, que representa a Drappier, conceituada casa francesa de champanhes com mais de dois séculos. A razão da celebração é a chegada a Portugal da maior das garrafas de champanhe existentes (chamam-lhe biblicamente, “Melchizedek” ou Melquisedeque): tem 30 litros e foi adquirida por “um particular, coleccionador de grandes formatos”. 

Sendo que tecnicamente atinge as “dimensões máximas de uma garrafa de champanhe”, a garrafa, equivalente a 40 garrafas clássicas de 75 cl, pesa 55 quilos. Segundo a Baldi, a Drappier é a “a única Maison com champanhe neste formato”. Quanto ao preço, o valor comercial dos 30 litros (neste caso, com rótulo Drappier Carte d'Or Brut) é de nove mil euros, segundo adiantou a empresa à Fugas. 

“Este é o maior tamanho jamais vendido em Portugal e foi através de pedido especial”, adiantou Maria Marques, directora comercial da Baldi Drinks. “Existem outros tamanhos grandes à venda em Portugal - 3 litros, 6, 9, 12, 15 e 18 -, sendo habitual vender algumas garrafas até 9 ou 12 litros; acima disso é uma raridade no nosso país”, assinala.

PÚBLICO -
Foto
DR

Em relação ao valor da garrafa “Melchizedek”, é “o normal para este tipo de champanhe” em grande formato, já que, sublinham “os grandes formatos têm sempre preços por litro muito superiores, porque além das questões mais técnicas ou logísticas envolvidas, a qualidade do champanhe consegue ser também muito superior e a sua longevidade maior”. 

Para os menos conhecedores, fica a dúvida: consegue-se manter a qualidade e vitalidade do champanhe após a abertura da mega garrafa? “É sempre fornecida uma rolha hermética especial na venda de grandes formatos”, explica Maria Marques. É “fornecida pelo próprio produtor, para ajudar a preservar toda a qualidade do champanhe depois de aberta a garrafa”. Uma curiosidade: “quanto maior é o formato da garrafa, maior é a probabilidade de se manter essa qualidade e a vitalidade do champanhe”, sublinha-se. 

De qualquer modo, aponta-se ainda que “numa compra assim tão especial é usual o comprador consumir o champanhe no próprio dia em algum evento ou, pelo menos, num curto espaço de tempo”. Ainda assim, “tanto essa rolha como a garrafa permitem preservar a qualidade do champanhe durante vários dias”.

O preço médio de uma garrafa de 75cl da gama Drappier Carte d'Or Brut andará à volta dos 40 euros. A Maison Drapier, em produção desde 1808 e mantendo-se na mesma família (já em oitava geração), tem muitas criações bastante mais caras e que podem até atingir milhares de euros, caso de várias produções da exclusivíssima marca Boërl & Kroff. 

Sugerir correcção