Entrevista

CDS deve “mostrar abertura” a reformas propostas pelo PS

Filipe Lobo d’Ávila, candidato à liderança do CDS, defende que o partido se deve assumir como de direita, uma “direita moderada”. Crítico da direcção de Cristas, o ex-deputado diz que o CDS “não deve ser uma réplica” do Chega e da Iniciativa Liberal.