Opinião

Será que temos mesmo impostos altos?

Há urgência em gastar melhor o dinheiro dos contribuintes. Mas poucas razões para alarme na dimensão da carga fiscal.

A proposta de Orçamento do Estado para o próximo ano não se livrou das críticas habituais de “esmagamento fiscal”, de carga fiscal “incomportável” e de afirmações peremptórias acerca de impostos inimigos do crescimento.