Ministério Público pede prisão para homem acusado de perseguir Joana Cruz há cinco anos

Stalker que alegadamente persegue Joana Cruz e namorado desde 2014, de forma continuada, enviou centenas de emails, chegou a telefonar a familiares e a ameaçar filha menor do companheiro da locutora de rádio. Homem tornou-se presença indesejada e constante na vida do casal, alega defesa. “Quero que fiquem a saber que vos odeio e que gostava que a vossa vida fosse curta e infeliz como a minha”, escreveu-lhes.

Foto
MMM MIGUEL MADEIRA - PÚBLICO

Página após página há centenas de mensagens, emails, fotografias, SMS no processo: repetem-se palavrões, obscenidades, ameaças físicas e sexuais. Mas também muitas frases que não têm qualquer nexo entre si.