Varandas responde a insultos: “O Sporting jamais se ajoelhará ante esta escumalha”

Equipa do Sporting foi recebida nos Açores por adeptos que entoaram as palavras “Alcochete sempre”. Dirigente diz que “covardes” não podem estar acima da lei.

,Vitória FC
Foto
Sporting foi recebido com insultos na chegada aos Açores LUSA/MARIO CRUZ

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, classificou esta segunda-feira como escumalha”​ os adeptos que criticaram a equipa na noite anterior, entoando o cântico “Alcochete sempre”.

Quero deixar uma garantia a todos os sócios. O Sporting jamais se ajoelhará ante esta escumalha. Nunca mais”​, disse Varandas à chegada a Ponta Delgada, onde o Sporting defronta esta segunda-feira a equipa do Santa Clara, 

Na noite de domingo, à chegada a Ponta Delgada, um grupo de adeptos insultou a formação “leonina”, entoando o cântico “Alcochete sempre”, fazendo referência ao ataque da academia do clube e agressões aos jogadores.

“Infelizmente, ontem, tivemos um episódio muito grave. Mais do que grave, chocante. Aqueles que ontem fizeram aquilo são uma escumalha. Uma escumalha que não tem mais lugar no Sporting, uma escumalha que só quer duas coisas: que o Sporting perca sempre e que o tempo volte para trás”​, criticou Frederico Varandas.

O dirigente “leonino” fez questão de recordar a proximidade temporal, questionando se o que os adeptos fizeram – que Varandas classifica como “incitar à violência e ao ódio” – não constitui crime público. “Não são uns covardes que agem em grupo, encapuzados, que podem estar acima da lei. Este problema não é exclusivo ao Sporting, é também da sociedade portuguesa. Se o Sporting tiver de enfrentar esta batalha sozinho, assim o fará”, prosseguiu.

As palavras de Varandas dão seguimento à reacção oficial emitida pelo clube a este incidente. Ainda no domingo, o Sporting publicou um comunicado em que considerou que “louvar, promover, glorificar o dia mais negro da história do Sporting, em cânticos, é um incitamento à violência e ao ódio”. Os “leões” apelaram aos sócios e simpatizantes a que continuem a apoiar a equipa, prometendo continuar a lutar “pelos valores do Sporting Clube de Portugal e do Desporto”.