Hospitais com “autonomia total” para contratar. Há médicos que vão ganhar mais

Para onde vai o dinheiro da saúde? São 800 milhões para investir na acessibilidade a consultas, cirurgias e mais médicos de família. São 100 milhões para pagar mais às equipas consoante o desempenho. E quatro milhões para distribuir pelos cuidados de saúde primários.

,Hospital
Foto
Sem que possa existir um aumento do salário base dos médicos, o ministério aposta nos incentivos ao desempenho Nuno Ferreira Santos

O Governo pretende que todos os hospitais tenham “autonomia total” para contratar médicos e outros profissionais para os seus serviços. Isso mesmo foi avançado ao PÚBLICO pela ministra da Saúde, que explicou ainda que “a partir da entrada em vigor da resolução do Conselho de Ministros aprovada hoje [ontem] todas as contratações de substituição poderão ser feitas directamente, sem intervenção externa”, ou seja, sem terem de esperar pelo aval do Ministério das Finanças.