Quem vai convencer a Polónia, a Hungria e a República Checa a apoiar a acção climática?

Presidente do Conselho Europeu empenhou-se para conseguir o acordo dos líderes às metas de redução das emissões de CO2 e de neutralidade climática da UE em 2050. Mas três países mantinham-se relutantes.

Ativismo
Fotogaleria
O protesto da Greenpeace YVES HERMAN/Reuters
Fotogaleria
Charles Michel com Macron e Costa, em Bruxelas YVES HERMAN/Reuters

A urgência da luta contra o aquecimento global foi uma mensagem “martelada” pelo presidente do Parlamento Europeu, a presidente da Comissão Europeia e — de forma espectacular —, pelos activistas da Greenpeace, que às primeiras horas da manhã escalaram a fachada do Conselho Europeu e penduraram uma gigantesca faixa que simulava o edifício em chamas e lembrava, em letras garrafais, que vivemos uma “emergência climática”.