Al Gore foi à COP25 mas foi quase um segredo num dia em que se falou de direitos humanos

Ainda sem decisões definitivas sobre o que sairá da cimeira do clima que deverá terminar na sexta-feira, a COP25 viveu mais um dia de contradições. Do Brasil chegou um aviso sobre a violação dos direitos humanos.

,Aquecimento global
Foto
Al Gore Sergio Perez/REUTERS

Um alerta sobre a violação de direitos humanos, ministros a falarem, uns a seguir aos outros, durante três minutos, para uma sala fechada à maior parte das pessoas, Al Gore a falar para uma sala cheia num evento que não foi anunciado na agenda oficial e cientistas à volta de uma mesa convocados por uma adolescente. Foi mais um dia cheio de contradições na 25.ª Conferência das Partes (COP25) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas em que, mais uma vez, o que é decidido à porta fechada e o que é discutido pela sociedade civil parece estar separado por muito mais que alguns corredores da Feira de Madrid.