Sub-30: depois do êxito no YouTube, o primeiro álbum de Neev vai ser “um universo”

Neev está “em casa”. Mas podia estar em qualquer parte do mundo — bastava que a música assim o ditasse. Cantor, produtor, compositor, multi-instrumentalista: Neev, que é como quem diz Bernardo Neves, percebeu cedo que “era música” que queria fazer. Aos 12 anos, já rabiscava as primeiras músicas para “aquelas bandas de escola”, das quais fazia parte. “Tocar covers nunca me preencheu, sempre quis que fizéssemos coisas nossas, mesmo que fossem más.” Até porque “temos de escrever 50 frases até sair uma mesmo mágica”, explica o artista.

Habituou-se desde cedo a ouvir “muito Beatles, muito Pink Floyd” e depois, “à medida que o tempo foi passando”, a música foi “ganhando cada vez mais preponderância”. E só podia ser este o caminho. Aos 18 anos quis “sair da zona de conforto” e conhecer o meio onde se “estava a meter”. Trocou Cascais por Londres para estudar Music Business: “Queria juntar, e quero, a força que eu acredito que a música tem a causas humanitárias.” O artista tem um projecto a lançar num futuro próximo, relacionado com educação musical, mas sobre o qual ainda não quer desvendar pormenores.

Há três anos lançou a música Breathe com os noruegueses Seeb: um momento “importante” na carreira, que lhe permitiu “tocar em sítios onde se calhar não teria a oportunidade de tocar” ou “contactar com pessoas que não teria contactado” se a parceria não tivesse acontecido. “A peça que faltava naquela música não estava em mim”, refere. E se eram dois estilos musicais que se juntavam ao início, não sabe, mas “a conexão” que existiu entre as partes envolvidas foi mais do que suficiente para “pôr a música onde acreditavam que ela podia estar”. Resultado: onze milhões de visualizações no YouTube e “muita gente a conectar-se com ela”.

Agora, aos 25 anos, o artista prepara-se para lançar o primeiro álbum — produzido nos Estados Unidos por Larry Klein (que, em entrevista à Billboard, chamou a Neev “o Prince português”). Ainda sem data de lançamento, Neev prevê que no primeiro semestre de 2020 o álbum, que é “um universo” ou “uma viagem”, esteja disponível.

Até lá, deixa um aperitivo: o single Lie You Love It, que fala sobre os sonhos e as vontades, lançado em Outubro último. O videoclipe conta a história “através dos olhos de uma criança”: “As crianças são abençoadas com este olhar do mundo que é genuíno, puro e bom. Com uma inocência que nós, à medida que vamos crescendo, vamos perdendo.” Mas a criança que vive dentro de Neev “está bem viva”. E o resto também: “Para onde a música me levar, é para lá que eu vou. São só fronteiras. E na música não há fronteiras.”

A série Sub-30 dá a conhecer jovens talentos portugueses.

Sugerir correcção