NFACTOS / FERNANDO VELUDO
Foto
NFACTOS / FERNANDO VELUDO

“Animais não são presentes”. Associação suspende adopções até 6 de Janeiro

A Sociedade Protectora dos Animais do Porto tomou esta decisão há anos depois de se ter percebido que os “animais eram adoptados nos dias 23 e 24 de Dezembro e regressavam passados poucos dias”.

A Sociedade Protectora dos Animais do Porto anunciou esta segunda-feira que vai suspender a adopção de animais a partir de 15 de Dezembro até 6 de Janeiro, para evitar que os animais sejam tratados como presentes de Natal.

É uma medida tomada pela associação “há vários anos”, segundo explicou Andreia Ribeiro, chefe de serviços de secretaria, depois de os elementos terem percebido que os “animais eram adoptados nos dias 23 e 24 de Dezembro e regressavam passados poucos dias”.

“As adopções estão abertas quase 365 dias, não achamos que ficamos prejudicados por estes 15 dias. Achamos sim que podemos mostrar à população, principalmente aos mais jovens, que os animais não são para ser oferecidos. Um animal quer-se no dia 24 de Março, Abril ou Junho e não só a 24 de Dezembro”, referiu, em declarações à Lusa.

Os restantes serviços mantêm-se operacionais, sendo possível visitar e começar o processo de adopção dos animais, mas esse só ficará concluído a partir de dia 7 de Janeiro.

A decisão da Sociedade Protectora dos Animais não é única. Há mais associações e abrigos a parar as adopções no Natal para prevenirem abandonos e devoluções em Janeiro.

Sugerir correcção