Reforço consular em países à volta da Venezuela

Para dar apoio aos luso-descendentes que fogem da Venezuela, Governo reforça embaixadas na Colômbia, Panamá, Chile e Peru, explica secretária de Estado.

A secretária de Estado das Comunidades, Berta Nunes, irá à Venezuela no início de 2020
Foto
A secretária de Estado das Comunidades, Berta Nunes, irá à Venezuela no início de 2020 Rui Gaudencio

O Governo está a reforçar o pessoal consular nas embaixadas portuguesas em Bogotá, na Colômbia, na Cidade do Panamá, no Panamá, em Santiago do Chile, no Chile, e em Lima, no Peru, para responder ao aumento de pedidos feitos por cidadãos luso-descendentes que têm saído da Venezuela, explicou ao PÚBLICO a secretária de Estado das Comunidades, Berta Nunes. O reforço consiste na colocação de mais um assistente técnico na secção consular de cada país.