Fotogaleria
Adriano Miranda
Veículo de luxo
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Transporte ferroviário
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Transporte ferroviário
Fotogaleria
Adriano Miranda
Fotogaleria
Adriano Miranda
Transporte ferroviário
Fotogaleria
Adriano Miranda
Reportagem

Ligação ferroviária entre Coimbra B e centro da cidade deverá ser cortada em 2022

Linha entre as duas estações de Coimbra vai ser desactivada para instalar os autocarros eléctricos do Sistema de Mobilidade do Mondego. Obras devem durar um ano, durante o qual a ligação será feita por “transporte alternativo rodoviário”.

À hora de almoço de uma quinta-feira, num comboio que parte da estação de Coimbra A em direcção à Figueira da Foz, Tomás Marques, 21 anos, com a bagagem a ocupar outro assento, espera pelo horário da partida para regressar a casa dos pais, depois de uma semana dedicada aos estudos na cidade onde frequenta o Politécnico. Mora na Baixa. À distância de uma curta caminhada, esta é a estação mais próxima da sua casa temporária. Faz esta viagem todas as semanas, mas desta vez parte um dia mais cedo e com menos gente nas carruagens – às sextas-feiras de manhã e à noite diz que o comboio vai à pinha. Da mesma estação, ao fim-de-semana, saem de Coimbra outros estudantes deslocados de outros pontos do país.