Peter Handke acusa jornalistas de fazerem perguntas ignorantes

Ex-secretário da Academia Sueca, Peter Englund, recusa participar na cerimónia de entrega do Nobel da Literatura ao escritor austríaco e a tradutora americana de Olga Tokarczuk lamenta que esta tenha de partilhar o palco com um “apologista do genocídio”.

,Svenska Akademien
Fotogaleria
Peter Handke Anders Wiklund/ EPA
Olga Tokarczuk
Fotogaleria
Olga Tokarczuk Anders Wiklund/ EPA

O escritor austríaco Peter Handke atacou esta sexta-feira, numa conferência de imprensa promovida pela Academia Sueca em Estocolmo, os jornalistas que o interrogaram acerca das suas posições pró-sérvias nas guerras civis que assolaram o território da ex-Jugoslávia ao longo dos anos 90. Contando que após o anúncio de que fora escolhido como Nobel da Literatura de 2019 recebera uma carta com papel higiénico usado, Handke afirmou: “E olhem que prefiro essa carta anónima com papel higiénico às vossas perguntas vazias e ignorantes”.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários