Derrocada em prédio devoluto de Lisboa obriga a realojar dezenas de estudantes

Prédio fica situado na Avenida Elias Garcia. O incidente não causou feridos.

Foto
A parte do prédio que desabou é visível no centro da imagem DR

A derrocada parcial de um prédio devoluto na Avenida Elias Garcia, na cidade de Lisboa, não provocou vítimas, mas vai obrigar a realojar dezenas de estudantes de uma residência contígua, disse fonte oficial do município.

A fonte da Câmara Municipal de Lisboa confirmou à agência Lusa que a derrocada não provocou vítimas, depois de uma equipa cinotécnica ter vistoriado toda essa zona da avenida. Contudo, por questões de segurança, os prédios contíguos, entre os números 120 e 130 (correspondentes a dois prédios), vão ficar interditados até que sejam efectuadas vistorias para avaliar as condições de segurança, motivo pelo qual uma creche ali localizada vai estar encerrada na quinta-feira.

Nestes edifícios há também espaços comerciais. A autarquia está também a realojar setenta a oitenta estudantes de uma residência universitária contígua, que vai estar também encerrada.

Segundo disse o vereador da Protecção Civil da Câmara de Lisboa, Carlos Castro, no local, todas as pessoas vão ficar alojadas esta noite na Pousada de Juventude, em Lisboa, acrescentando que os operacionais deverão voltar àquela rua esta quinta-feira com equipas especializadas da Câmara Municipal para verificar o estado do edifício. Na residência universitária, moram 80 estudantes, mas apenas 50 foram identificados e encaminhados até cerca das 23h.

As traseiras de um edifício na Avenida Elias Garcia desabaram, por volta das 20h desta quarta-feira, tal como confirmou ao PÚBLICO fonte dos Bombeiros Sapadores de Lisboa por volta dessa hora. A mesma fonte adiantou que o alerta foi recebido pelas 20h03 e que foram enviados para o local 12 operacionais dos bombeiros, apoiados por cinco viaturas. A Protecção Civil, Municipal e a Polícia Municipal também foram mobilizadas para o terreno.

Os trabalhos do Regimento de Sapadores de Bombeiros de Lisboa foram, por volta das 23h45, dados por concluídos.

Notícia actualizada às 00h07 com a informação de que os trabalhos no terreno terminaram

Sugerir correcção