A baleia foi encontrada com 100 quilos de plástico no estômago
Foto
A baleia foi encontrada com 100 quilos de plástico no estômago Scottish Marine Animal Strandings Scheme

Baleia encontrada morta na Escócia com mais de 100 quilos de lixo no estômago

O cachalote foi encontrado por locais na ilha Harris, na Escócia, na última quinta-feira, com mais de 100 quilos de lixo no estômago. A equipa que o autopsiou disse que não terá sido o lixo a provocar a morte, mas pode ter comprometido o sistema digestivo e contribuído para que o animal encalhasse.

Redes de pesca, cordas, sacos, luvas e copos de plástico: estes foram alguns dos objectos encontrados — juntamente com mais 100 quilos de lixo — no estômago de um cachalote que encalhou numa praia escocesa, na passada quinta-feira, 28 de Novembro. Segundo a BBC, a baleia foi encontrada morta por locais na ilha Harris, e posteriormente autopsiada por uma equipa da Scottish Marine Animal Stranding Scheme.

Numa publicação do Facebook, a instituição referiu que “o animal não estava numa condição particularmente má” e que, apesar de ser plausível que os detritos encontrados no estômago tenham contribuído para a baleia encalhar, não há “evidências de que isto tenha tido impacto [na sua morte] ou obstruído os intestinos”. Ainda assim, os 100 quilos de lixo poderão ter “comprometido o sistema digestivo” e “servem para demonstrar, uma vez mais, as consequências que o lixo marinho e os resíduos da pesca podem ter na vida dos animais marinhos”. De acordo com os especialistas, o lixo pode ter sido ingerido “em qualquer parte entre a Noruega e os Açores”.

PÚBLICO -
Scottish Marine Animal Strandings Scheme
PÚBLICO -
Scottish Marine Animal Strandings Scheme
PÚBLICO -
Scottish Marine Animal Strandings Scheme
Fotogaleria
Scottish Marine Animal Strandings Scheme

À BBC, os locais que encontraram o animal disseram que o acontecimento “sublinhava o problema da poluição marinha”. “Nós andámos nestas praias praticamente todos os dias. Eu trago sempre um saco para apanhar lixo, sendo que a maior parte são resíduos de pesca”, disse Dan Parry, citado no mesmo texto. 

O caso não é novo, nem único: em Novembro último, uma baleia foi encontrada morta no sudeste da Indonésia com 5,9 quilos de plástico no estômago. Antes, em Março, outra baleia tinha sido encontrada nas Filipinas, dessa vez com 40 quilos de plástico no estômago. 

O material de pesca representa mais de 85% do plástico encontrado no mar e a Animal Protection estima que as redes de pesca abandonadas matem por ano 100 mil baleias.