Larry Page e Sergey Brin deixam presidência da Alphabet, dona da Google

Sundar Pichai, presidente-executivo da Google, assumirá controlo do grupo.

,Alphabet Inc.
Foto
Os fundadores da Google, Larry Page (esq.ª) e Sergey Brin (dir.ª), em 2008 James Leynse/Getty Images

A empresa-mãe da Google sofreu, esta terça-feira, uma mudança na direcção: Larry Page e Sergey Brin, co-fundadores do motor de busca, irão deixar os cargos de CEO e presidente da Alphabet, respectivamente. Sundar Pichai, que ocupava o cargo de presidente executivo da Google, acumulará a presidência de ambas as empresas, avança a Bloomberg.

“Estamos comprometidos a longo prazo com a Google e com a Alphabet, e continuaremos activamente envolvidos como membros da direcção, accionistas e co-fundadores”, escreveram Larry e Sergey. “Para além disso, tencionamos falar com o Sundar frequentemente, especialmente sobre os assuntos por que somos apaixonados”, finalizam.

A Alphabet foi criada em 2015, em sequência de uma reestruturação, e serviu para agrupar todas as empresas do grupo. O Google tornou-se, assim, uma das empresas subsidiárias da Alphabet​. O papel de Larry Page e Sergey Brin nesta nova entidade era monitorizar o trabalho de cada um dos presidentes executivos das empresas do grupo, decidindo como distribuir os recursos financeiros disponíveis entre as várias subsidiárias. 

Foi também em sequência da reestruturação que colocou Larry e Sergey no comando da Alphabet que Sundar Pichai chegou ao cargo de presidente-executivo da Google. O homem de 47 anos nasceu em Chennai, na Índia, e está na empresa desde 2004. Formado na Índia em Engenharia Metalúrgica, chegou aos Estados Unidos com a ajuda de uma bolsa de estudo. Após ter entrado no Google, trabalhou nos projectos Chrome e sistema operativo Android.