Entrevista

A BD que Obiang proibiu chega a Portugal

É lançado esta terça-feira às 18h30 a tradução portuguesa da banda desenhada que satiriza o Presidente Obiang e o coloca num pesadelo: ser um cidadão normal da Guiné Equatorial. O castigo para o ilustrador foram seis meses na prisão Black Beach. Diz Ramón Esono Ebalé: “Se for agora à Guiné Equatorial, há duas possibilidades: matam-me ou deixam-me tranquilamente desfrutar do país.”

Fotogaleria
Uma das ilustrações da BD "O Pesadelo de Obi" Ramón Esono Ebalé
Fotogaleria
"O Pesadelo de Obi" Ramón Esono Ebalé

Dos três autores de O Pesadelo de Obi, a banda desenhada satírica sobre a ditadura da Guiné Equatorial, só um é conhecido: Ramón Esono Ebalé, o ilustrador.