De Lisboa a Xangai só há uma fronteira que não tem linha ferroviária electrificada: entre Portugal e Espanha

Ao que o PÚBLICO apurou, a activista sueca vai fazer a ligação entre Lisboa e Madrid no comboio-hotel Lusitânia, numa ligação que passa por um troço não electrificado do lado espanhol.

Foto
Miguel Manso

Greta Thunberg bem pode tentar escolher modos de transporte amigos do ambiente na sua deslocação para Madrid, mas de comboio eléctrico é que não conseguirá viajar entre as duas capitais. Poderá fazê-lo depois para regressar à Suécia e, no limite, até poderá ir até Vladivostok, no outro extremo da Sibéria, ou seguir até Pequim e Xangai, sempre em comboios eléctricos. Entre os dez a 12 países que seria necessário atravessar, apenas entre Portugal e Espanha não há uma única fronteira ferroviária que tenha linhas electrificadas.