PROPOSTA DE ATIVIDADES

Uma emergência chamada clima

O ambiente e as alterações climáticas são os assuntos que mais têm mobilizado os jovens. A partir do texto — Nove em cada dez portugueses dizem que as alterações climáticas são um “problema muito sério” — é proposta uma sequência de atividades para que os alunos, não só reflitam sobre uma das problemáticas da atualidade, mas também sobre a importância de selecionar informação e de consultar estudos como este. Adquirir ferramentas que lhes permitam assegurar-se da credibilidade da informação e respeitar os direitos dos seus autores.

,Carro
Foto
Fabrizio Bensch/REUTERS

O texto apresenta um estudo que pretender ser o ponto de partida para que o aluno manifeste as suas opiniões e preocupações em relação à temática, reflita sobre a informação de que dispõe, as fontes a que habitualmente recorre, bem como para encontrar, entre os meios de que dispõe, aquele que melhor se adequa à sua intenção comunicativa e ao seu público-alvo. É essencial que os alunos aprendam a selecionar informação credível e a respeitar os direitos de autor, nomeadamente no que diz respeito à referenciação de fontes digitais e às suas especificidades. São questões que não se esgotam aqui, que requerem tempo, treino e aprofundamento. Por isso, voltaremos a abordá-las com frequência.

Destinatários

Alunos do 3.º ciclo e do ensino secundário.

Disciplinas

Português /Cidadania e Desenvolvimento. Em articulação com a disciplina de Matemática, os alunos podem analisar os dados do estudo e representá-los graficamente ajudando na sua compreensão e, consequentemente, num melhor desempenho nas atividades que a seguir se propõem.

Pré-requisitos

Mobilizar estratégias para seleção de informação relevante; conhecer a função e  caraterísticas de um texto informativo; estar atento às notícias da atualidade.

Material

Texto do PÚBLICO, computador ou outro dispositivo com acesso à Internet, livros, jornais, revistas, folha de registo.

Duração da proposta de atividades

Deixamos ao critério do professor, a gestão do tempo que considere necessário, de acordo com os recursos de que dispõe e das caraterísticas da sua turma.

Objetivos

  • Perceber o que são fontes de informação;
  • Perceber que a informação é quantificável;
  • Aprender processos aprofundados de pesquisa e de validação de informação;
  • Aprender a redigir textos com propósito informativo.

Antes da leitura do texto

  • Clarificação dos objetivos da aula e do percurso da mesma;
  • Abertura ao diálogo: qual a importância que os alunos atribuem à informação; como se informam;
  • Antecipação do conteúdo do texto a partir da fotografia e do título;
  • Ativação dos conhecimentos facilitadores da compreensão, através do diálogo:
  • O que sabem os alunos sobre o tema?
  • Através de que meios obtiveram essa informação?
  • Quais as questões relacionadas com o ambiente que mais os preocupam, por exemplo, a “invasão” do plástico, o consumo excessivo de carne, os incêndios;
  • Registo dessas questões no quadro para posterior abordagem.

Leitura

Depois da leitura

A gerir pelo professor conforme os recursos disponíveis na escola. Pode ser sugerido aos alunos que façam o trabalho fora da sala de aula, num espaço e em tempo que facilitem a realização da tarefa de forma autónoma.

  • Organização dos alunos em pequenos grupos em função das questões registadas no quadro;
  • Cada grupo pesquisa informação nos meios disponíveis, orientados pela folha de registo;
  • Construção de um texto informativo com base no material recolhido;
  • Apresentação à turma, utilizando um meio à escolha de cada grupo.

Avaliação

  • Diálogo com o grupo/turma sobre o trabalho realizado - o percurso, as dificuldades, as dúvidas e as descobertas - insistindo na reflexão sobre o tipo de fontes utilizadas, os critérios/recursos usados para se certificarem da credibilidade das mesmas e como as referenciaram nos seus textos.

Mais sugestões

  • A partir da análise das grelhas utilizadas para o registo da pesquisa, reflexão sobre:
  • Tipo de fontes mais utilizadas;
  • Critérios/recursos para se certificarem da credibilidade das fontes;
  • Recurso a algum jornal? Qual/quais? Já o(s) conhecia(m);
  • Vantagens/desvantagens de usar diferentes tipos de fontes.

Texto (P3 com Lusa), PÚBLICO, dia 11 de setembro de 2019

Nota: O jornal PÚBLICO não é escrito segundo o acordo ortográfico de 1990.