Hospitais devem ter consultas abertas, em horário alargado, para doentes não urgentes

Grupo de trabalho criado pelo Ministério da Saúde para melhorar as urgências lembra que os problemas identificados há 17 anos se mantêm actuais. Peritos também propõem equipas fixas de urgência e uma nova especialidade médica.

,Saúde
Foto
Rui Gaudencio

As urgências devem ter equipas fixas e deve ser criada a especialidade de medicina de urgência e emergência. E para responder aos doentes não urgentes, que representam anualmente cerca de 43% dos episódios de urgência, os hospitais devem criar uma consulta aberta disponível em horário alargado e fora do ambiente da urgência. Estas são duas das propostas do grupo de trabalho criado pelo Ministério da Saúde, em Janeiro, com o objectivo de melhorar os serviços de urgência.