GNR resgata 43 cães vítimas de maus-tratos no Bombarral

Viviam “sem condições higieno-sanitárias, sem qualquer tipo de assistência médico-veterinária e encontrando-se a superfície do alojamento coberta de dejectos”.

Foto
GNR resgatou 43 cães por maus-tratos no Bombarral GNR

O Núcleo de Protecção Ambiental da GNR resgatou 43 cães por maus-tratos no Bombarral, no distrito de Leiria, divulgou esta sexta-feira esta força de segurança em comunicado.

De acordo com a GNR, os animais encontravam-se num canil, construído de forma ilegal e sem autorização de funcionamento, na localidade do Pó.

Os cães, quadro dos quais são cachorros, estavam distribuídos por nove compartimentos, que não cumpriam as normas do bem-estar animal.

Os animais viviam “sem condições higieno-sanitárias, sem qualquer tipo de assistência médico-veterinária e encontrando-se a superfície do alojamento coberta de dejectos”, descreve a GNR.

Os animais também não tinham identificação electrónica e vacina anti-rábica.

A GNR identificou um homem, de 61 anos, pela prática do crime de maus-tratos a animais de companhia, tendo os factos sido remetidos para o Ministério Público de Caldas da Rainha.

Na quinta-feira, a GNR resgatou mais de uma centena de animais, entre cães e gatos, de uma habitação em Arruda dos Vinhos, no distrito de Lisboa, e uma mulher foi identificada também por crime de maus-tratos.