Ípsilon

Entrevista

Pedro Cabrita Reis: “Os artistas estão condenados a olhar de forma inquieta”

Assume o romantismo como forma de reavaliação da responsabilidade ética do indivíduo e da sua relação com os outros. Um Olhar Inquieto, em Serralves, é uma forma de autobiografia.