Álvaro Pires, o estilo de um pintor emigrado em Itália

Uma extensa rede de artistas influenciou o primeiro pintor português durante a sua formação. De matriz tardo-gótica, pensava os quadros como jóias, mas não deixou de flirtar com o Renascimento.

Foto
Os esboços que sobreviveram da campanha de frescos para o Palácio Datini, de Prato, podem ser vistos no MNAA Daniel Rocha

O nome de Álvaro Pires aparece documentado pela primeira vez em Itália num contrato datado de 4 de Novembro de 1410, ao lado de outros quatro pintores a quem foi encomendada a campanha de frescos para o Palácio Datini, em Prato, destinados a celebrar a vida do famoso mercador Francesco di Marco Datini, que teve negócios espalhados por vários países europeus, e inclusive com Lisboa.