Reportagem do PÚBLICO distinguida com prémio da Associação Corações Com Coroa

Esta é já a terceira vez que esta peça, da série de Ana Cristina Pereira e Adriano Miranda sobre crianças ciganas e escolaridade obrigatória, é distinguida com um prémio.

Escola
Foto
Adriano Miranda

A reportagem Esta escola já não é só para ciganos foi esta segunda-feira distinguida com o prémio Corações Capazes de Construir na categoria jornalismo. A cerimónia de entrega decorreu esta segunda-feira na Fundação Gulbenkian, em Lisboa, no final de uma conferência sobre violência e discriminação. Joaquim Furtado entregou o galardão, atribuído pela Associação Corações Com Coroa, a Ana Cristina Pereira. 

A série sobre crianças ciganas e escolaridade obrigatória, com textos de Ana Cristina Pereira e fotografias de Adriano Miranda, de que esta reportagem faz parte, já tinha sido distinguida em Abril. Foi contemplada com o prémio Direitos da Criança em Notícia atribuídos pelo Fórum sobre os Direitos das Crianças e dos Jovens, com o apoio da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Protecção das Crianças e Jovens e da Sociedade Portuguesa de Autores. 

Em Agosto, esta peça voltou a ser galardoada, na primeira edição do prémio de jornalismo Analisar a pobreza na Imprensa da  EAPN-Portugal/Rede Europeia Antipobreza. O primeiro lugar na Categoria da Imprensa Nacional foi atribuído pelo texto e pela fotografia no arranque da celebração do Dia Internacional da Erradicação da Pobreza.

A Corações Com Coroa é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento que foi criada em 2012 com o objectivo de “promover uma cultura de solidariedade, igualdade de oportunidades e inclusão sócio-afectiva de pessoas em situações de vulnerabilidade, risco ou pobreza”. O prémio Corações Capazes de Construir visa “distinguir trabalhos de comunicação que se destaquem na promoção do conhecimento, informação, sensibilização e protecção dos Direitos Humanos, numa perspectiva de igualdade de direitos, saúde, inclusão social, cidadania e desenvolvimento”.