Cozinhar com drag queens ou com avós: Airbnb lança experiências culinárias. E há viagens a Itália para ganhar

Para promover as novidades, um concurso vai levar os “cem melhores cozinheiros amadores do mundo” a Itália para aprenderem a cozinhar com especialistas.

Foto
Em Portugal, há "estrelas" da cozinha como as Vovós do Mar: estão na Trafaria DR

Cozinhar com avós ou preparar receitas com Drag Queens: há uma nova forma de conhecer a gastronomia durante as férias. Airbnb lança as Experiências de Culinária, que permitem aos hóspedes conhecer as tradições gastronómicas de todo o mundo como se de um jantar de família se tratasse.

A nova categoria de experiências permite aos turistas viverem como locais em 75 países diferentes. Os anfitriões locais (quer sejam chefs, pasteleiros, agricultores ou famílias) podem partilhar os segredos da preparação de uma refeição típica. Em Lisboa, além de cozinharem com as avós na Trafaria ou com as Drag Queens em Alcântara, os turistas podem aprender a confeccionar pastéis de Nata ou petiscos portugueses.

PÚBLICO -
Foto
Em Lisboa há cozinha em drag. Diversão garantida com o Pedro, "drag chef magro, um activista de direitos LGBTIQ+ e o fundador e CEO da The Tasty Studio" DR

Em Roma, Itália, pode aprender-se a fazer massa artesanal com a avó, na Cidade do México comida mexicana para fazer em casa e em Singapura aprendem-se os sabores caseiros. Nos comentários, os visitantes dizem ter-se sentido parte da família, numa experiência inesquecível.

As Experiências querem rivalizar com as típicas aulas de culinária e procuram atribuir um rosto familiar à cozinha de cada país. “Queremos trazer de volta a tradição das pessoas que se reúnem para preparar e partilhar refeições, e assim ajudar a preservar receitas únicas que são partilhadas em cozinhas familiares no mundo inteiro", sublinha em comunicado Brian Chesky, CEO e co-fundador da Airbnb.

PÚBLICO -
DR
PÚBLICO -
DR
Fotogaleria
DR

Para que os visitantes ponham à prova os conhecimentos culinários adquiridos, a Airbnb organizou um concurso de cozinheiros amadores. Os 100 melhores cozinheiros do mundo serão desafiados a uma viagem a Itália para aprender com especialistas, incluindo o chef David Chang dos restaurantes Momofuku. São quatro cursos de cinco dias organizados em parceria com a Universidade de Ciências Gastronómicas da Slow Food, na cidade património mundial da Unesco, Pallenzo, no norte de Itália.

As inscrições já estão abertas até 23 de Dezembro. Basta enviar um texto pessoal que explique o motivo da paixão pela culinária e partilhar uma receita de família. Os 100 cozinheiros serão seleccionados pelo painel de jurados da Airbnb, da Slow Food e da Universidade de Ciências Gastronómicas. Existem 25 vagas para cada uma das sessões: 15,22 e 26 de Junho e a 6 de Julho de 2020. Com as receitas partilhadas, a Airbnb vai criar um livro de receitas, previsto para o próximo ano.