Torne-se perito

Michael Bloomberg formaliza candidatura à presidência dos EUA

O magnata dos media quer ser uma alternativa à candidatura do centrista Joe Biden, que está na frente das sondagens no Partido Democrata.

,Nova york
Foto
Michael Bloomberg CJ GUNTHER/EPA

O bilionário Michael Bloomberg formalizou este domingo a sua candidatura às primárias do Partido Democrata, com o objectivo de ter o seu nome no boletim de voto contra Donald Trump nas presidenciais de 2020 nos Estados Unidos.

Bloomberg, dono de uma das dez maiores fortunas do mundo, foi presidente da Câmara de Nova Iorque em três mandatos consecutivos após os atentados de 11 de Setembro de 2001, quer ser uma alternativa à candidatura do centrista Joe Biden, que está na frente das sondagens mas começa a ser posto em causa por candidatos progressistas como Elizabeth Warren e Bernie Sanders.

O magnata dos media tem 77 anos.

Para além de ter uma fortuna avaliada pela revista Forbes em 55 mil milhões de dólares (50 mil milhões de euros, mais 47 mil milhões de euros do que Donald Trump), Bloomberg é conhecido por doar milhões a políticas próximas do Partido Democrata, como o controlo das armas, o combate às alterações climáticas, o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a defesa do aborto.

Em 2001, interrompeu a sua ligação de décadas ao Partido Democrata e concorreu em Nova Iorque pelo Partido Republicano. Regressou ao Partido Democrata em 2018.

Sugerir correcção