Fisco visa imobiliária que pagou a empresas em offshores para captar vistos gold

Administração fiscal corrigiu IRC a imobiliária ao detectar que a agência deduziu ao lucro valores pagos a empresas do Dubai e Hong Kong por serviços que não comprovou terem existido. Tribunal manteve decisão.

,Economia
Foto
Os pagamentos a empresas de regimes fiscais privilegiados, como Hong Kong, colocaram problemas à imobiliária Reuters/BOBBY YIP

A Direcção de Finanças de Lisboa corrigiu o IRC de uma imobiliária ao verificar que a agência tinha deduzido ao lucro, de forma indevida, valores relacionados com pagamentos a empresas sediadas nos paraísos fiscais de Hong Kong e Emirados Árabes Unidos para — supostamente — pagar a essas entidades pela promoção de vistos gold na China e no Golfo Pérsico.